23 junho 2024

A Editora Ercolano se inspira no arrebatamento através da experiência estética. Descobrir ou reencontrar publicações pouco conhecidas, injustamente esquecidas ou ainda não ouvidas: eis nossa proposta para um tempo que se impõe como apressado e que, em favor de uma suposta praticidade, sequestra a Beleza.

“Eles se espalharam pelas salas e observaram os mosaicos, os bronzes, os afrescos desprendidos das paredes da cidade morta conforme seus caprichos os dispersavam, e quando um deles encontrava algo curioso, chamava seus colegas com gritos de alegria, para o grande escândalo de ingleses taciturnos e de burgueses estabelecidos, ocupados em folhear panfletos.” (Théophile Gautier, “Arria Marcella”.)

Conforme os signos se infundem na percepção do tempo, as cores ganham naturalmente vida aos olhos do leitor de maneira, por que não, artificial, em sua imaginação; aquele que lê e o que é lido se tornam um só, ativo e passivo ao mesmo tempo. Acreditamos que esse poder da leitura é próprio da palavra escrita, da partitura musical, do drama encenado, algo que outras formas estéticas não são capazes de proporcionar.

Ao propor obras literárias, dramatúrgicas ou musicais, procuramos descortinar ao leitor, vívido, o antigo ainda latente na atualidade um bocado brutal e apressada, no ano de nascimento da editora, em 2023. Oferecemos cantos novos, embora não inéditos, da literatura, da música e da dramaturgia mundial e nacional. Em respeito à forma – digital ou física, bruta ou trabalhada – os achados das escavações se restauram em uma libação ao leitor que as percorre, pensando e se apaixonando, como se experimentasse algo ao mesmo tempo estranho e familiar, novo e conhecido.

São Paulo

Ercolano

Curioso por novidades e lançamentos? Cadastre-se no nosso mailing:

Ao se inscrever você concorda com nossa política de privacidade.

emanoellogo-octo

A Editora Ercolano se inspira no arrebatamento através da experiência estética. Descobrir ou reencontrar publicações pouco conhecidas, injustamente esquecidas ou ainda não ouvidas: eis nossa proposta para um tempo que se impõe como apressado e que, em favor de uma suposta praticidade, sequestra a Beleza.

“Eles se espalharam pelas salas e observaram os mosaicos, os bronzes, os afrescos desprendidos das paredes da cidade morta conforme seus caprichos os dispersavam, e quando um deles encontrava algo curioso, chamava seus colegas com gritos de alegria, para o grande escândalo de ingleses taciturnos e de burgueses estabelecidos, ocupados em folhear panfletos.”(Théophile Gautier, “Arria Marcella”.)

Conforme os signos se infundem na percepção do tempo, as cores ganham naturalmente vida aos olhos do leitor de maneira, por que não, artificial, em sua imaginação; aquele que lê e o que é lido se tornam um só, ativo e passivo ao mesmo tempo. Acreditamos que esse poder da leitura é próprio da palavra escrita, da partitura musical, do drama encenado, algo que outras formas estéticas não são capazes de proporcionar.

Ao propor obras literárias, dramatúrgicas ou musicais, procuramos descortinar ao leitor, vívido, o antigo ainda latente na atualidade um bocado brutal e apressada, no ano de nascimento da editora, em 2023. Oferecemos cantos novos, embora não inéditos, da literatura, da música e da dramaturgia mundial e nacional. Em respeito à forma – digital ou física, bruta ou trabalhada – os achados das escavações se restauram em uma libação ao leitor que as percorre, pensando e se apaixonando, como se experimentasse algo ao mesmo tempo estranho e familiar, novo e conhecido.

São Paulo

Ercolano

A Editora Ercolano se inspira no arrebatamento através da experiência estética. Descobrir ou reencontrar publicações pouco conhecidas, injustamente esquecidas ou ainda não ouvidas: eis nossa proposta para um tempo que se impõe como apressado e que, em favor de uma suposta praticidade, sequestra a Beleza.

“Eles se espalharam pelas salas e observaram os mosaicos, os bronzes, os afrescos desprendidos das paredes da cidade morta conforme seus caprichos os dispersavam, e quando um deles encontrava algo curioso, chamava seus colegas com gritos de alegria, para o grande escândalo de ingleses taciturnos e de burgueses estabelecidos, ocupados em folhear panfletos.” (Théophile Gautier, “Arria Marcella”.)

Conforme os signos se infundem na percepção do tempo, as cores ganham naturalmente vida aos olhos do leitor de maneira, por que não, artificial, em sua imaginação; aquele que lê e o que é lido se tornam um só, ativo e passivo ao mesmo tempo. Acreditamos que esse poder da leitura é próprio da palavra escrita, da partitura musical, do drama encenado, algo que outras formas estéticas não são capazes de proporcionar.

Ao propor obras literárias, dramatúrgicas ou musicais, procuramos descortinar ao leitor, vívido, o antigo ainda latente na atualidade um bocado brutal e apressada, no ano de nascimento da editora, em 2023. Oferecemos cantos novos, embora não inéditos, da literatura, da música e da dramaturgia mundial e nacional. Em respeito à forma – digital ou física, bruta ou trabalhada – os achados das escavações se restauram em uma libação ao leitor que as percorre, pensando e se apaixonando, como se experimentasse algo ao mesmo tempo estranho e familiar, novo e conhecido.

São Paulo

Ercolano

Curioso por novidades e lançamentos? Cadastre-se no nosso mailing:

Ao se inscrever você concorda com nossa política de privacidade.

emanoellogo-octo

Curioso por novidades e lançamentos? 

Cadastre-se no nosso mailing:

Ao se inscrever você concorda com nossa política de privacidade.

©Ercolano 2024. Todos os direitos reservados.

Rua Vitorino Carmilo, 425, Unidade 115, CEP: 01.153-000, São Paulo-SP, Brasil. CNPJ 45.935.515/0001-11. IE: 138.493.050.116.

©Ercolano 2024. Todos os direitos reservados.

Rua Vitorino Carmilo, 425, Unidade 115, CEP: 01.153-000, São Paulo-SP, Brasil. CNPJ 45.935.515/0001-11. IE: 138.493.050.116